Loading...
Mídias sociais - Canal direto entre marca e target
Um dos pontos de contato
mais íntimos no relacionamento
entre sua marca e seu target

O objetivo aqui não é citar dados e números que comprovem o quanto as mídias sociais fazem parte e influenciem a vida das pessoas, mas sim reforça-la como uma oportunidade escalável para alcançar objetivos de negócios que, há apenas alguns anos atrás, eram inimagináveis em uma economia não-exponencial.

Primeira regra:
não existem regras

A primeira dica que podemos oferecer é: da mesma forma que é uma ferramenta maravilhosa, ela pode facilmente voltar-se contra sua marca. A democratização desses canais também trouxe os seus malefícios. É muito fácil encontrarmos empresas que contratam estagiários ou profissionais com pouca experiência para serem os responsáveis pela gestão de uns dos canais de comunicação mais importantes e estratégicos de uma empresa. Nada contra esses profissionais, pelo contrário, apenas acreditamos que tais responsabilidades demandam uma visão mais profunda e estratégica, que estejam conectadas aos valores e propósitos intrínsecos da organização e de sua persona.

Outro erro muito comum percebemos quando empresas dizem “mas meu concorrente X faz isso, o meu concorrente Y faz aquilo e essas outras empresas fazem assim”, esquecendo de olhar para o que mais importa: o cliente. Quais os seus principais fatores de sucesso? O que o seu cliente deseja? Como mensurar se estamos superando ou não às suas expectativas?

Também existe a necessidade das pessoas precisarem seguir alguma fórmula pronta, ou procurar por regras que funcionaram apenas para contextos específicos. Talvez seja uma forma de dar os primeiros passos, da mesma forma que utilizamos as rodinhas para aprendermos a andar de bicicleta, mas que essas mesmas rodinhas não terão utilidade alguma se quisermos competir entre atletas em uma competição olímpica, elas apenas irão nos atrapalhar. Então, não busque por regras ou leis universais, você encontrará o seu caminho se estiver com o foco em seu cliente.

Busque pelas métricas irmãs
em suas campanhas para balancear
e trazer informações precisas
sobre a saúde de seu negócio

O volume de conteúdo criado atualmente nas redes social é algo surpreendente. São 90 milhões de tweets por dia, mais de 300 horas de vídeo por minuto no Youtube, 350 milhões de fotos postadas diariamente no Facebook e 95 milhões no Instagram. No meio dessa loucura toda, fica muito difícil de as pessoas perceberem o que realmente é um conteúdo eficaz, principalmente por seguirem as métricas erradas, ou sem as suas métricas irmãs - nome que criamos para identificar aquelas que fazem o balanceamento entre os números e dar transparência sobre os resultados reais, sem camuflar a realidade. Por exemplo, não adianta olharmos para uma audiência crescente de 130% por semana, sem olhar que a taxa de rejeição está em 80%, ou que superamos em 65% a nossa meta de instalações do nosso App, sem olhar que o nosso Churn está em 70%. Sempre que utiliza-las, busque as suas métricas irmãs, nunca utilize-as sozinhas.

Explore conceitos
exponenciais em suas
estratégias sociais

Se utilizada de forma estratégica, as mídias sociais podem realizar milagres para o seu negócio. Aproveite para explorar conceitos exponenciais, de como transformar uma multidão em uma comunidade por exemplo. Essas pessoas estarão comprometidas com o seu propósito e serão essenciais para o crescimento do seu negócio, mesmo sem terem um contrato CLT ou PJ com você. Um passo além dos advogados de marca, o apse das estratégias de Inbound Marketing, esse grupo de pessoas formam um diferencial fundamental se você quer alcançar um crescimento exponencial.

É um universo de oportunidades e inúmeras empresas estão apostando todas as suas fichas nos canais digitais, você consegue mensurar exatamente onde está sendo investido e por onde os retornos são mais interessantes, abrindo possibilidades para estratégias mais agressivas como o Growth Hacking por exemplo.

O canal não converte a venda,
o que converte é a decisão do cliente

Jamais podemos esquecer que somos seres complexos e que nossas decisões sempre vão envolver 2 fatores: o racional e o emocional. O ponto que queremos mostrar é que o motivo pelo qual o cliente desceu todo o funil de vendas, não é simples como “me achou no google” ou “viu meu banner no site X”. Ignorar canais indiretos às conversões pode ser um grave erro.

No miolo do funil, onde as pessoas buscam informações sobre como resolver seus problemas e fazem comparações entre possibilidades, eles alimentam o cérebro com milhares de dados que são processados e transformados em informações e sensações que criam o valor percebido da marca tiveram contato.

Qual marca passa mais credibilidade e confiança? Essa empresa tem uma boa reputação? Tem diferenciais explícitos? Como é o seu atendimento? Foi indicada por alguém? Como foi o seu primeiro contato com ela, te surpreendeu positivamente? Ela é focada em preço? Poderíamos citar centenas de possibilidades que mudam de caso em caso, inclusive o nível de importância que o usuário dará para cada critério. Por exemplo, talvez o preço possa ser um decisor de compra muito importante quando falamos de uma maquiagem, mas não tão importante se comparássemos com uma cirurgia plástica.

VP = VR - EV

VP = Valor Percebido

VR = Valor Real = Custo psíquico + custo energia física + custo tempo + custo monetário

EV = Expectativa de Valor = Valor da imagem + valor atendimento + valor dos serviços + valor do produto

Quanto menor o resultado, a percepção de que o produto está barato é maior. Uma ótima oportunidade para trabalhar estratégias de precificação mais agressivas.

Explorar o canal mais íntimo do seu target com estratégias baseadas em métricas de eficácia, poderá ser uma das armas mais poderosas na transformação do seu cliente em um advogado da sua marca. Observe de perto os canais indiretos que potencializam as conversões, entenda os comportamentos e busque feedbacks constantes de seu target para aplicar a melhoria contínua em ciclos curtos, você vai reparar que os resultados virão mais rápido do que você imagina.

Alguns cases…
@gopetspot Fev - Abr 2019
Taxa de Engajamento
CTR - Click Through Rate
Custo de Aquisição
Taxa de Conversão
@smarkapp Jan-Dez 2018
Taxa de Engajamento
CTR - Click Through Rate
Custo por Clique de Saída Único
Custo por Clique vs Google Ads
@orientemeapp Jan-Set 2018
Custo por Clique de Saída Único
CPM
Custo por Clique vs Google Ads
@deimobili Fev 2017 - Out 2018
Taxa de Engajamento
CTR - Click Through Rate
Encante